PIBPAR PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM PARELHAS RN

Menu

domingo, 18 de agosto de 2013


SEMPRE É TEMPO DE AVANÇAR 

 Texto: Filipenses 3.13 e 14 

 13 Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão diante de mim, 14 Prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. 

 Introdução: Mesmo em um tempo em que muitos teriam parado e desistido, Paulo entende que ainda havia muito por fazer. O período em que ficou preso foi um dos mais produtivos em sua vida. Numa situação em que muitos teriam parado, Paulo escreveu cartas a igrejas e a amigos, exortou os cristãos de Roma, testemunhou diante das autoridades, evangelizou a guarda pretoriana e motivou aqueles que sofriam como ele. Motivos talvez ele tivesse para parar, mas tinha muito mais razões para avançar. Da mesma forma, precisamos avançar em nosso tempo. Observando o texto, podemos extrair pelo menos três agentes motivadores que faziam Paulo prosseguir mesmo diante de adversidades.

 1.A consciência do “ainda não”: Duas abordagens podem ser feitas desta incompletude; 

 a) Em relação a si mesmo: “não sou perfeito!” Muitas pessoas deixam de avançar porque acreditam que já aprenderam tudo o que precisavam, consideram-se realizadas e não aprendem mais.

 b) Em relação à sua missão: “não alcancei”. Paulo acredita que uma coroa o espera na eternidade, mas este ainda não é o momento de receber o premio. Em suas cartas ele esboça planos para quando sair da prisão. Muitas pessoas infelizmente deixaram de planejar seu futuro com Deus, não possuem metas para sua vida de discípulo. Muitos membros de igreja acreditam que já fizeram o suficiente.

 2. Compreensão da realidade do “já passou”. Paulo tinha uma visão objetiva do passado: esquecendo-me!

 a) Existem coisas que precisam ser esquecidas para que possamos realmente começar a viver. O passado tem o seu valor como experiências a serem aprendidas, mas ele pode se tornar opressor. As recordações de agressores ou fracassos sofridos podem nos paralisar. Alguém já disse que perdoar não é esquecer, mas lembrar sem reabrir a ferida.

 b) Consciência dos propósitos de Deus em tudo: as coisas que nos acontecem. Cap 1.12. 

 3. A perspectiva correta sobre o futuro: Avançando para o que está diante de mim. Aspectos deste avançar: 


 a) Engrandecer a Cristo em meu corpo 1.20 

 b) Manter o comportamento digno 1.27 

c) Descansar em Deus 4.6 e 7 

Conclusão. As circunstancias exteriores estavam desfavoráveis e desmotivadoras. Mas Paulo sabia que precisava avançar, mesmo neste tempo difícil. As condições que nos cercam também são desafiadoras, esta é a nossa vez de reconhecer que ainda não fizemos tudo, que não podemos ficar lamentando erros ou agressões passadas, e que precisamos avançar engrandecendo a Cristo com nossas vidas. 

Pastor Eliabe Oliveira e Silva, casado com Maria Gizeuda Oliveira e Silva, pai de Jéssica e Vitor, pastor da Igreja Batista do Santarém.

Nenhum comentário: