PIBPAR PRIMEIRA IGREJA BATISTA EM PARELHAS RN

Menu

sexta-feira, 29 de junho de 2012

CRESCIMENTO DOS EVANGÉLICOS NO BRASIL

Minha foto
Queda dos Católicos

A notícia se propaga como um relâmpago rasgando os céus. Os Evangélicos comemoram este feito, que, aos olhos do IBGE, parece irreversível. Por que este sentimento? Porque os evangélicos estão numa luta religiosa sem precedentes, com o objetivo de mostrar ao mundo o quanto a Igreja Católica está errada nos seus dogmas, valores e doutrinas. É interessante! Acabou de rolar na mídia o quadro atual, divulgodo pelo IBGE, onde o anuncio quase que como um grito de vitória, mostra a “queda” dos Católicos e ascensão dos Evangélicos. O quadro demonstrativo mostra que em 1940 os Católicos somavam 95% da população brasileira e que em 2010 são 64,6%. É uma queda considerável, e que enche o coração dos Evangélicos de alegria e sentimento de vitória. Será? Deixa-me trazer à memória o que Jesus diz: Na verdade, a seara é grande, mas os trabalhadores são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara. Ide; eis que vos envio como cordeiros ao meio de lobos.” (Lucas 10:2-3). Queridos leitores, a ceara continua grande, pois a “máscara” de Evangélico invadiu todos os segmentos da sociedade. As igrejas estão lotadas de pessoas e vazias de discípulos. Isto não é observado pelo IBGE, pois esta conta só é observada nos céus e na vida dos que verdadeiramente entregaram suas vidas nas mãos de Jesus Cristo, e colocam-nas à disposição para trabalhar nesta ceara gigante. Mas vamos, além disso, pois Jesus continua falando: Em qualquer casa em que entrardes, dizei primeiro: Paz seja com esta casas. E se ali houver um filho da paz, repousará sobre ele a vossa paz; e se não, voltará para vós. Ficai nessa casa, comendo e bebendo do que eles tiverem; pois digno é o trabalhador do seu salário. Não andeis de casa em casa. Também, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que puserem diante de vós.” (Lucas 10:5-8). Você que é Evangélico, quando visita alguém diz “Paz seja com esta casa?”. Não? Pois é. Você, que é Evangélico, quando chega em algum lugar para “evangelizar”, como do que te oferecem, ou fica com nojo? Jesus nos mostra que ser evangélico é muito mais do que carregar este “título” que dá tanto status. Mas Ele continua nos provocando celestialmente quando diz: “Eis que vos dei autoridade para pisar serpentes e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; e nada vos fará dano algum. Contudo, não vos alegreis porque se vos submetem os espíritos; alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.” (Lucas 10:19-20). Se, como Evangélicos, recebemos este poder, por que recorremos aos milagres do “sal grosso”, “lencinho suado”, “rosa da benção”, “fogueira santa”, “água milagrosa”, entre tantas oferendas? Isto vai muito além de religiosidade, pois os “Evangélicos” estão cantando vitória sobre os “Católicos”, e Jesus parece falar com vos estridente, quando observa esta “festa”; Ele diz: “alegrai-vos antes por estarem os vossos nomes escritos nos céus.” (Lucas 10:20b). Impressionante, não é mesmo? Mas, quando eu começo a olhar para a Bíblia, especificamente para as palavras de Jesus Cristo, fica mais decepcionado com a “festa da vitória evangélica”, pois Jesus assim nos adverte: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas quem perder a sua vida por amor de mim e do evangelho, salvá-la-á. Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua vida?” (Marcos 8:34-36). E para nos mostrar a relevância de sermos verdadeiramente EVANGÉLICOS, Jesus diz: “Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo.” (Lucas 14:26). É impossível sermos Evangélicos autênticos sem abrirmos mão da nossa vida mundana, e nos sujeitarmos ao senhorio de Jesus. Aí pergunto: “Quantos Evangélicos estão vivendo como Jesus ensina?” Hoje vivemos a euforia do “evangeliquismo”, onde ser crente é pintar uma imagem de bonzinho, da paz, porém, olhando o real quadro dos evangélicos que sujeitam a vida a Jesus Cristo, pagando o preço por uma vida verdadeiramente cristocêntria, não encontramos motivo algum para comemorar, pelo contrario, só encontramos motivos para preocupações. Quer um exemplo claro disso? Se você é evangélico responda: Qual o seu envolvimento sincero com a sua igreja? Qual o seu envolvimento real com missões? Quanto do seu precioso tempo você disponibiliza para conversar com Deus e Ler a Bíblia? Caro leitor, isso é preocupante, pois estamos vivendo a “fantasia do evangelho da facilidade”, onde anunciam um Deus que tudo faz, bastando determinar. Creio que o IBGE deveria fazer uma pesquisa diferente para identificar esse crescimento; creio que deveriam fazer perguntas como as feitas acima, e também, se o evangélico está de fato evangelizando o homem perdido, pois a palavra Evangélico quer dizer, “aquele que leva as Boas Novas”. E não é isso que estamos vendo. Não foi por acaso que Jesus disse: “ Porque, quem se envergonhar de mim e das minhas palavras, dele se envergonhará o Filho do homem, quando vier na sua glória, e na do Pai e dos santos anjos.” (Lucas 9:26). Sou evangélico e não gosto desse nome, pois Jesus chamou discípulos e servos, o que é bem diferente, concorda? Quero ver o Brasil nas mãos de Jesus, sem idolatria, sem misticismo e fanatismo. Quero ver o Brasil adorando ao único que é digno de receber honra e glória; quero ver os noticiários estamparem: “O Brasil está verdadeiramente se dobrando ao senhorio de Jesus Cristo, e as pessoas estão vivendo conforme Jesus ensinou”. Aí sim, poderei fazer festa e me alegrar. Que Deus abençoe a Brasil.
Pr. Alécio Vianna
OPBB-ES 5164.
Igreja Batista em Jardim do Vale
Jardim do Vale – Vila Velha-ES

Nenhum comentário: